Skip to content

Curitiba Ilumina-se em Azul no Dia 22 de julho Ação faz parte do Dia Mundial de Conscientização sobre a Síndrome do X Frágil

No dia 22 de julho (sábado), a cidade de Curitiba se junta a uma importante campanha: o Dia Mundial de Conscientização da Síndrome do X Frágil. Neste dia significativo, diversos pontos turísticos e símbolos da cidade serão iluminados de azul para destacar a importância da divulgação sobre essa condição e para oferecer suporte às famílias. 

A Síndrome do X Frágil é causada por uma alteração genética que afeta o desenvolvimento cognitivo, emocional e comportamental dos indivíduos. Ela é considerada a principal causa hereditária de deficiência intelectual e está presente em uma a cada quatro a seis mil pessoas no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Com o objetivo de difundir a informação sobre essa síndrome e promover a inclusão de pessoas com X Frágil na sociedade, a cidade de Curitiba abraçou essa causa, iluminando pontos icônicos em toda a sua extensão. A Estufa do Jardim Botânico, com sua estrutura arquitetônica marcante, ganha um brilho azulado especial para chamar a atenção dos visitantes e estimular uma reflexão sobre a importância da inclusão.

Além disso, outros pontos turísticos serão iluminados, como a Casa da Praça do Japão, que representa a união entre diferentes culturas, o Obelisco da Praça 19 de Dezembro, símbolo da resistência e da memória curitibana, e o Chafariz da Praça 29 de Março, uma das mais belas fontes da cidade.

Instituições de ensino também se uniram à iniciativa, como o Teatro Positivo, a UP Experience, o Unicuritiba e a Universidade Positivo. Essas instituições são reconhecidas por seu compromisso com a educação e, ao apoiarem a campanha, mostram a importância de disseminar o conhecimento sobre o Síndrome do X Frágil em todos os níveis de ensino.

Também ganhará iluminação o Palácio Garibaldi, que mais que um belo monumento arquitetônico, é um tesouro histórico que testemunhou momentos cruciais da história do Paraná. Já no âmbito político, os prédios da Assembleia Legislativa do Paraná e da Câmara Municipal de Curitiba ganham a cor azul no próximo dia 22 de julho. 

“A iluminação dos pontos turísticos e instituições de ensino é uma forma de destacar a relevância desse dia para a conscientização e a inclusão. É uma maneira tangível de mostrar solidariedade e empatia às pessoas com Síndrome do X Frágil, suas famílias e cuidadores”, reforça Sabrina Muggiati, idealizadora do Programa Eu Digo X do Instituto Buko Kaesemodel 

Além disso, essa iniciativa ajuda a disseminar informações sobre a síndrome para a população em geral, desfazendo o estigma e promovendo uma sociedade mais inclusiva. “Ao iluminar esses locais emblemáticos, Curitiba envia uma mensagem clara de apoio, afirmando que todos são importantes e merecem ser incluídos e respeitados”, salienta Sabrina. 

A conscientização sobre o Síndrome do X Frágil é fundamental para garantir o acesso a recursos e tratamentos adequados, além de fornecer suporte às famílias que convivem com a condição. “Curitiba é um exemplo inspirador de como as cidades podem se unir em prol de uma causa nobre e contribuir para a construção de uma sociedade mais inclusiva e acolhedora”, finaliza Sabrina. 

Neste dia 22 de julho, ao olhar para os pontos turísticos iluminados em azul, é importante refletir sobre a importância da conscientização, da empatia e da inclusão. Que esse gesto simbólico em Curitiba inspire outras cidades a se juntarem a essa causa e que cada vez mais pessoas possam compreender a importância de apoiar e acolher aqueles que vivem com a Síndrome do X Frágil.

  • Blog
Back To Top
Search